UNIVERSIDADES SÉNIORES: ACONTECIMENTOS, TRABALHOS, ETC.

17
Mar 15

 

LOGO.jpg

Estórias e Contos Tradicionais Portugueses

Estando na semana em que se comemora o “Dia Internacional da Mulher” 8 de março- domingo- vamos centrar toda a temática do nosso blog dedicada À MULHER, à Mulher célebre e à Mulher anónima, tantas vezes força motriz de uma sociedade, da família, do trabalho…

 

LENDA - A MULA DA RAINHA SANTA MAFALDA - AROUCA

A Rainha Santa a que se refere esta lenda é D. Mafalda, a filha preferida de D. Sancho I e a irmã favorita de D. Afonso II. A jovem princesa era bela e perfeita como poucas, e senhora de uma esmerada educação.

Naquele tempo, subiu ao trono de Castela D. Henrique, uma criança de doze anos apenas, facilmente manobrada pelo seu tutor, Álvaro de Lara, que queria governar através do jovem rei. Querendo - lhe dar como esposa uma mulher que o dominasse quando fosse adulto, escolheu D. Mafalda e o casamento celebrou - se.

D. Berengária, a mãe de D. Henrique, invocou ao Papa a consanguinidade dos jovens e o divórcio teve lugar antes da súbita morte do rei aos 14 anos.

D. Mafalda regressou a Portugal virgem e assim se manteve até ao fim da sua vida, passando desde então a ser tratada por rainha.BRASÃO.jpg

 Viveu os últimos anos da sua vida no mosteiro de Arouca, onde recebeu o hábito de monja.

 

LENDA 1.jpg

 Morreu aos 90 anos durante uma cobrança de foros e rendas em Rio Tinto, cujos habitantes queriam que D. Mafalda fosse sepultada nessa mesma terra.  

Mas em Arouca discordavam, porque era no mosteiro que ela vivia e na sua igreja deveria repousar o seu corpo para sempre. Estava a discórdia instalada quando alguém se lembrou de dizer que se pusesse o caixão em cima da mula em que a infanta costumava viajar e para onde o animal se dirigisse seria o local onde seria sepultada. A mula não teve dúvidas e quando chegou à igreja do mosteiro de Arouca, acercou-se do altar de São Pedro e aí morreu. O sepulcro de D. Mafalda foi duas vezes aberto no século XVII e tanto o seu corpo como as suas vestes estavam incorruptos. Em 1793, O Papa Pio VI confirmou-lhe o culto com o título de beata.

“Sta Mafalda, ou Rainha Sta Mafalda, como é conhecida em Rio Tinto, viveu os seus últimos anos e veio a falecer em Rio Tinto.

LENDA 2.jpg

Tendo vindo em peregrinação até Nossa Senhora da Silva, na cidade do Porto, adoeceu gravemente. Por tal facto ficou no Convento existente em Rio Tinto, onde veio a falecer. A tradição diz que após a sua morte, o seu corpo foi colocado sobre uma mula que, milagrosamente, a transportou até Arouca. Esta é a lenda que passou de geração em geração em Rio Tinto. Todavia, o facto de ter vivido algum tempo e ter vindo a falecer em Rio Tinto é, sem dúvida um facto histórico. Uma das hipóteses apontadas para o erro de se referir que faleceu em Arouca é uma informação falsa numa placa do Convento de Arouca que refere ter sido aquele o local do seu falecimento.

Fonte : Internet -Postado por LUIZ - FOLCLORE PORTUGUÊS

RAINHA.jpg

 

Rainha Dª Mafalda, coincidência ou não, está aqui representada com uma Cantarinha no regaço, e, nesta terra de Rio Tinto existem “As Cantarinhas da Triana” cujo nome também terá sido inspirado em uma Fonte , no lugar de Triana, onde as raparigas iam encher as suas “ Cantarinhas”…

 

 

 

 

Ditos, Ditados e Provérbios Portugueses

Se nos provérbios e na literatura se reflecte a cultura de um povo, através deles conhecemos também o papel da mulher na sociedade portuguesa.

 

A casa é das mulheres e a rua é dos homens

A homem calado e a mulher barbada em tua casa não dês pousada

A mulher casada o marido lhe basta

À mulher e à vinha o homem dá alegria

A mulher e o vinho tiram o homem do seu juízo

prov 1.jpg

À mulher a roca e ao marido a espada

prov 2.jpg

 

 

 

 

 

  

De nenhuma mulher há que fiar e de todo o homem há muito que temer

De onde és homem? De onde é a minha mulher

Entre marido e mulher nunca metas a colher

Homem do mar mija na cama e diz que está a suar

Homem tendo mulher feia tem a fama segura

Homem velho e mulher nova, ou corno ou cova 

Homem velho e mulher nova, dão filhos até à cova

Fonte: Anabela Couto

prov 3.jpg

Sugestão de Culinária

Bolinhos de cenoura da Tia Lucinda

 bolos 1.jpg

 Ingredientes:

1 kg de cenoura ralada ou picada

2 ovos

400grs de açucar

500 grs de farinha

2 colheres de café de fermento

bolos 2.jpg

Preparação:

Juntam-se os ovos com o açúcar e a cenoura ralada;

Bate-se um pouco esta massa;

Junta-se a farinha e o fermento, aos poucos, batendo bem;

A massa descansa + ou – 20 minutos.

Frita-se em bastante azeite e em lume médio.

Polvilha-se com açúcar e canela.

BOM Apetite!

 

Poesia

Nesta semana que acaba com a comemoração do Dia Internacional da MULHER a nossa poesia centrou-se na Mulher, nessa Mulher de todos os tempos e começamos então, pela cantiga medieval, a Cantiga de Amigo, de Amor , de Romaria, onde se exprime um lirismo de espirito religioso e o saudosismo provocado pela ausência do amigo, na guerra com os mouros, em defesa da terra.

E também da MULHER moderna, tão “guerreira” e ainda tão pouco reconhecida…

 poesia.jpg

 “Pois nossas madres vam a Sam Simon

De Val de Prados candeas queimar,

Nós, as meninhas, punhemos d’andar

Com nossas madres, e elas enton

Queimen candeas por nós e por si

E nós, meninhas, bailaremos i.

Nossos amigos todos lá iran

Por nos veer, e andaremos nós

Bailand’ant’eles, fremosas (en) cós,

E nossas madres, pois que alá van,

Queimen candeas por nós e por si

E nós, meninhas, bailaremos i.

 

Nossos amigos iran pour cousir

Como bailamos, e podem veer

Bailar moças de bon parecer,

E nossas madres, pois lá queren ir,

Queimen candeas por nós e por si

E nós, meninhas, bailaremos i.

                         Pero de Viviãez (CV 336, CBN 698)

 

poesia 1.jpg

Como vivo coitada, madre, por meu amigo,

Ca m’enviou mandado que se vai no ferido:

E por el vivo coitada!

 

Como vivo coitada, madre, por meu amado,

Ca m’enviou mandado que se vai no fossado:

E por el vivo coitada!

 

Ca m’enviou mandado que se vai no ferido,

Eu a Santa Cecília de coraçon o digo:

E por el vivo coitada!

 

Ca m’enviou mandado que se vai no fossado,

Eu a Santa Cecília de coraçon o falo:

E por el vivo coitada!

Martin de Ginzo ou de Grijó (CV 876, CBN 1219)

 

Para a MULHER do séc. XXI

mulher 1.jpg

MULHER

mulher 2.jpg

 

Para ti “guerreira”

Conciliadora, manufactureira,

TU que ao Mundo dás os filhos,

TU que semeias, plantas, regas, moves a terra,

Estacas os ramos rebeldes,

Alentas as ondas da maré da Vida,

TU que te extasias com as magnólias d’avenida,

TU que colhes os frutos para os partilhares,

TU que já não tens lágrimas perante o infortúnio

E VIVES…

TU, MULHER, VIDA, MÃE, Inspiradora de poetas,

SER ÚNICO e BELO

És um coração de harmonia

És a encarnação d’Alegria

Trazes LUZ e sabedoria ,

À existência dás cor

Ternura, encanto e AMOR!

 Maria Guimarães   (março 2015)

mulher 3.jpg

foto poesia.jpg

Sugestão de Fim de Semana / O que visitar na minha Cidade?

Roteiro “Dia da MULHER”

 

A UGIRT organizou uma CAMINHADA no dia 8 março dedicada a todas as MULHERES, às célebres e às anónimas… e aqui ficam algumas etapas da Caminhada.

Começamos por um “miminho” para todas!

Uma sala de aula transformada em sala de exposição… “a memória em pedaços de vida no feminino”.

 sug 1.jpg

 

Revisitamos a Memória da nossa infância através de fotos trazidas pelas alunas da UGIRT e expostas na “corda da Vida”…

sug 2.jpg

 Observando…algumas belezas que nos transportaram a outras épocas, a outros lugares e saboreando a Maçã…

Então não foi a Maçã o “fruto da tentação” entre Eva , a primeira Mulher , e Adão, o primeiro homem?

sug 3.jpg

 

Dia da Mulher 8 março 2015 antes da partida para Caminhada, recebendo o KIT (t-shirt, maçã, água e uma mensagem : MULHER!)

sug 4.jpg

Discos em vinil… livros de outros tempos e de hoje ,Escritos por mulheres, para mulheres...

sug 5.jpg

A nossa mascote: “a carteira” da nossa infância!

sug 6.jpg

Outras memórias… mas que caminhada!

sug 7.jpg

  

sug 8.jpg

 A Teresinha estava encantada!

sug 9.jpg 

 A Marinha quis registar as suas emoções…

sug 10.jpg

 

“Na corda da Vida” penduramos as fotos de mulheres célebres,(Amália Rodrigues, Madre Teresa de Calcutá, Lady Diana, Natália Correia, as Lavadeiras de Rio Tinto) e de mulheres anónimas (Maria Antónia, Armanda, Cidália, Conceição, Ana Dias, Aldina, Maria José, Teresa, Carolina, (…) )

sug 12.jpg

Que Lindas as alunas da UGIRT! E que animadas!

sug 13.jpg

 

A partida foi aqui!

sug 14.jpg

 

Enquanto aguardávamos por algumas participantes que se atrasaram, fomos posando para mais tarde recordar!

sug 15.jpg

 Já caminhando …

sug 16.jpg

A Chegar à Venda Nova em direcção à Linha do Metro na Cidade Jovem!

sug 17.jpg

Passamos na Confeitaria 7 Pecados…

sug 18.jpg

 Pela Avenida da Conduta… 

sug 189.jpg

Contornamos a Confeitaria DELRIO, viramos na Rotunda da Galp, apreciamos a beleza da Avenida toda debruada a magnólias! LINDA!

sug 20.jpg

sug 21.jpg

 

Reparem na Jovialidade da Dª Ilda, quase no final!

sug 22.jpg

E assim chegamos ao fim da 1ª Caminhada da UGIRT, no Dia Internacional da Mulher 2015.

De notar que alguns homens se juntaram à nossa iniciativa, PARABÉNS também para eles!

 

sug 200.jpg

 

 Foto da Semana

 

No Parque da Cidade!

 foto parque.jpg

As árvores!

Mesmo no Inverno são maravilhosas, observem os desenhos que elas fazem! Parecem rendilhados…

 

Outra FOTO da Natureza…

E de seu nome MIMOSA… também nome de MULHER!

foto mimosa.jpg

 As Magnólias em Rio Tinto trazem beleza e cor à Cidade!

foto magnolias 1.jpg

foto magnolias 2.jpg

 

publicado por IDADE MAIOR às 08:29

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
18

22
23
24
25
26
27
28

29


APOIO
LOGO PENELA
arquivos
subscrever feeds
mais sobre mim
ENTIDADE PROMOTORA
LOGO PT FUNDAÇÃO1
UNIVERSIDADE SÉNIOR DE PENELA
pesquisar
 
blogs SAPO