UNIVERSIDADES SÉNIORES: ACONTECIMENTOS, TRABALHOS, ETC.

19
Mai 15

LOGO USG.jpg

 

Estórias e Contos Tradicionais Portugueses

 

Lenda de Valongo e Susão

Os nomes de Valongo e Susão têm origem nesta lenda que remonta à época em que alguns cristãos perseguidos no Oriente se refugiaram em Cale, foz do rio Douro. Entre eles estava o rico negociante judeu Samuel, recém convertido ao Cristianismo, e a sua filha Susana. Pensavam os fugitivos estarem já livres de perseguições quando foram obrigados a defender-se dos árabes que dominavam a região. Com astúcia, prepararam uma armadilha e capturaram o jovem Domus de cujo resgate esperavam obter a paz. Enquanto decorriam as negociações, Domus e Susana apaixonaram-se e o mouro pediu para ser batizado para poder casar-se com a jovem. O acordo com os muçulmanos era assim impossível e decidiram todos fugir, deixando Portucale (Porto) em direção ao Oriente. Chegados ao topo da Serra de Santa Justa depararam com uma paisagem lindíssima e a apaixonada Susana exclamou um elogio sincero ao vale longo que sob os seus olhos se estendia. Desceram ao vale e nele decidiram ficar para sempre, edificando as primeiras casas de uma povoação que se veio a chamar Susão, em memória da bela Susana. O vale que Susana tinha achado belo e longo ficou conhecido como Valongo.

 

Ditos, Ditados e Provérbios Portugueses

 

Tapar o Sol com a Peneira

dito.jpg

 

Peneira é um instrumento circular de madeira com o fundo em trama de metal, seda ou crina, por onde passa a farinha ou outra substância moída. Qualquer tentativa de tapar o sol com a peneira é inglória, uma vez que o objeto é permeável à luz. A expressão teria nascido dessa constatação, significando atualmente um esforço mal sucedido para ocultar uma asneira ou negar uma evidência.

 

Sugestão de Culinária

 

Arroz de Pato

arroz.jpg

 

Ingredientes:

- carne de pato desfiada, algumas vísceras e água da cozedura do mesmo;

- 150ml de arroz carolino;

- 1 cebolinha (há quem lhe chame ceboleta);

- 2 dentes de alho;

- sal a gosto;

- rodelas de chouriço para decorar.

  

Poesia

 

Presságio

 

O amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.

Sabe bem olhar pra ela,

Mas não lhe sabe falar.

 

Quem quer dizer o que sente

Não sabe o que há de dizer.

Fala: parece que mente…

Cala: parece esquecer…

 

Ah, mas se ela adivinhasse,

Se pudesse ouvir o olhar,

E se um olhar lhe bastasse

Pra saber que a estão a amar!

 

Mas quem sente muito, cala;

Quem quer dizer quanto sente

Fica sem alma nem fala,

Fica só, inteiramente!

 

Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar,

Já não terei que falar-lhe

Porque lhe estou a falar…

 

                        Fernando Pessoa

 

Sugestão de Fim de Semana / O que visitar na minha Cidade?

 

Fundação Serralves

serralves.jpg

A Fundação de Serralves assumiu como sua Missão estimular o interesse e o conhecimento de públicos de diferentes origens e idades pela arte contemporânea, pela arquitetura, pela paisagem e por temas críticos para a sociedade e seu futuro, fazendo-o de forma integrada, com base num conjunto patrimonial de exceção, no qual se destacam o Museu de Arte Contemporânea e o Parque. 

Multidisciplinar e fiel à sua Missão, a Fundação de Serralves é hoje considerada um dos mais bem-sucedidos e consolidados projetos culturais do país e aufere de uma singular projeção e reconhecimento internacionais. 

Localizada na cidade do Porto, a Fundação é detentora de um valioso património histórico e cultural, composto pelo Museu, um projeto do arquiteto Álvaro Siza, vencedor do prémio Pritzker em 1992, pela Casa de Serralves, um exemplar único da arquitetura Art Déco, e pelo Parque, desenhado pelo arquiteto francês Jacques Gréber e galardoado em 1997 com o prémio "Henry Ford Prize for the Preservation of the Environment”.

Em 2012, o conjunto patrimonial de Serralves foi classificado como "Monumento Nacional”. Esta classificação máxima veio reconhecer o valor cultural, arquitetónico e paisagístico do património de Serralves, bem como todo o investimento que tem vindo a ser aplicado na sua valorização, animação e divulgação.

A criação da Fundação de Serralves, em 1989, como uma instituição privada de utilidade pública, assinalou o início de uma parceria inovadora entre o Estado e a sociedade civil. Ao fim de 25 anos, este é o momento de agradecer a todos os que têm vindo a apoiar Serralves, nomeadamente os seus Fundadores e Mecenas. Mas também a todos os visitantes e aos que têm sabido colaborar com Serralves, evidenciando desta forma a crescente e contínua adesão da comunidade a este projeto.

Serralves tem como Visão ser reconhecida, nacional e internacionalmente, como um centro de referência no domínio da arte contemporânea e, em geral, na reflexão sobre temas cruciais da sociedade do nosso tempo, promovendo a diversidade da oferta cultural através de uma intervenção inovadora que, de forma sustentada, atraia públicos diversificados e induza o apoio da Comunidade. 

  

Foto da Semana

 

foto.jpg

 

 

Universidade Sénior de Gondomar em visita de estudo a Lamego

 

publicado por IDADE MAIOR às 10:14

Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
27
28
30

31


APOIO
LOGO PENELA
arquivos
subscrever feeds
mais sobre mim
ENTIDADE PROMOTORA
LOGO PT FUNDAÇÃO1
UNIVERSIDADE SÉNIOR DE PENELA
pesquisar
 
blogs SAPO